Total visualizações

23 março 2017

Teste do Memorial do Convento...uma experiência nova

Obrigada à B. pelas imagens que documentam a vossa estreia nestas andanças de fazer um 'teste com consulta'...para mais tarde recordar.
Uf! Que concentração!






10 março 2017

Memorial do Convento - As Mulheres

Quem são, o que querem e o que podem as mulheres
no romance Memorial do Convento, de J. Saramago

video
 D. Maria Ana
Princesa Mª Bárbara

Atriz no papel de Blimunda

Mais um trabalho do 12º A.
Oiçam com atenção. Pensem, discutam, peçam esclarecimentos, discordem, acrescentem...

06 março 2017

Memorial do Convento - trabalhos


Análise e debate da obra

Sequência de realização e apresentação dos trabalhos de análise crítica:
1. Os Homens 

2. As Mulheres

3. O trabalho

4. A religião

5.Os contrastes sociais


                                                                                                                                   Ilustração do episódio de Francisco Marques, durante o transporte da pedra


Cada trabalho seguirá as etapas seguintes:

-    Seleção do tema
- Realização dos trabalhos, nas etapas:
- releitura e análise de texto (conteúdo e recursos expressivos)
- discussão e síntese interpretativa
- seleção dos excertos/frases a destacar no trabalho
- conclusões a incluir
- realização de áudio ou vídeo com o trabalho (3-5 minutos)
- Apresentação e defesa do trabalho, apoiadas pelo respetivo vídeo/áudio de suporte; todos os membros têm de intervir
 - Reflexão, discussão e debate de ideias decorrentes do trabalho (perguntas, dúvidas, pedidos de esclarecimento, refutação de argumentos/análises, outras interpretações ou exemplos...), compreendendo:
 . intervenções de colegas dos outros grupos e da professora
 . resposta/intervenção fundamentada do grupo responsável pelo trabalho
           -      Síntese – pelos alunos da turma e pela professora (se necessário).

Memorial


PORTUGUÊS - 12º E
TRABALHOS MEMORIAL DO CONVENTO
Parâmetros

Preparação
1.      Utilizar técnicas de pesquisa em vários suportes
2.      Aplicar regras de tomada de notas
3.      Organizar a informação recolhida
4.      Programar a escrita e a oralidade - fases de planificação, execução, avaliação


Análise
5.      Determinar a intencionalidade comunicativa
6.      Apreender os sentidos do texto
7.      Reconhecer a dimensão estética e simbólica da língua
8.      Avaliar ideias, comportamentos e situações de modo crítico e autónomo
Linguagem
9.      Adequar o discurso à situação comunicativa (gravação e apresentação/discussão)

Para os mais esquecidos, aqui ficam os parâmetros de avaliação (cf. «post» do início da atividade)

03 março 2017

Memorial do Convento - o tempo e a obra

Como complemento à Visita de Estudo, fica o PPT












02 março 2017

Memorial do Convento - Crítica à sociedade e Os construtores do Convento




Publica-se um novo trabalho do 12º A sobre o romance de José Saramago,
desta feita centrado na dimensão crítica.

01 março 2017

Trabalhos sobre Memorial do Convento


Auto de Fé, na Praça do Rossio (Lisboa). Gravura de 1741

Começamos hoje a deixar as ligações para a publicação de trabalhos do ex-12ºC relativos a Memorial do Convento, realizados de acordo com os propósitos e meios que reportámos em aula.

Visam ajudar-vos a situar os temas e a compreender a obra e, também, a estabelecer parâmetros e padrões de trabalho.

video
Magia e Religião em Memorial do Convento

Auto de Fé, no Terreiro do Paço (Lisboa). Gravura de 1682.

22 fevereiro 2017

Alberto Caeiro

Como prometido, para as revisões.




Nature Is Speaking – Julia Roberts is Mother Nature | Conservation Inter...

A Natureza é um excelente tema de reflexão. Este pequeno filme, ajuda a pensar.

20 fevereiro 2017

Sermão de Santo António

Começamos a publicação dos textos (sínteses) sobre partes do Sermão, realizadas pelos colegas do 11º ano (Turma A).

 Padre António Vieira no primeiro capítulo do seu Sermão analisa a situação da terra, começando por se perguntar o porquê de, se o trabalho do Sal (Pregadores) é salgar (não deixar corromper os alimentos; porém, neste contexto será as pessoas) a terra (povo), haver tantos Pregadores e simultaneamente tanto povo corrupto, fazendo várias perguntas retóricas acerca das possibilidades deste caso; a interrogação mais importante é: «O sal não salga ou a terra não se deixa salgar?».
Após proferir a pergunta chave retoma o raciocínio dirigindo-se ao público (fiéis) e chamando a atenção para si prossegue o discurso. Agora com uma história sobre Santo António e o que fez perante os seus problemas na sua época. Vieira faz uma analogia entre o Santo António e o seu próprio caso: têm os mesmos problemas - pregam doutrinas boas e explícitas, porém as pessoas não ouvem. 

Após essa pequena narrativa, para não fugir à sua temática e continuar com a atenção do público, começa o verdadeiro discurso: «Este é o assunto que tinha para tomar hoje». Anuncia a sua decisão em relação ao problema proposto anteriormente, recorrendo a Santo António para se justificar (argumento de autoridade): como as pessoas não ouvem ou não ligam à sua doutrina boa, clara, correta e consistente volta-se para o Mar para pregar aos peixes, pois estes ouvem e não falam.
Acaba o capítulo utilizando uma ironia:«Os demais podem deixar o Sermão, pois não é para eles.» "tocando na ferida" de modo a estes (os ouvintes, na igreja de S. Luís do Maranhão) se sentirem culpados e o discurso ter maior impacto.
Tiago Almeida, 11º A

Padre António Vieira começa o Sermão por metaforizar, sendo o sal da terra os pregadores, pois estes têm como função impedir a corrupção (dos alimentos e dos cristãos), e os cristãos a terra. Arranja uma solução para se os culpados da corrupção forem os pregadores, mas questiona-se sobre a resolução a dar se a culpa é dos cristãos. Inicia assim a história de Santo António que decidira pregar aos Peixes, pois as pessoas não o ouviam, comparando-se Padre António Vieira ao Santo, e procedendo da mesma forma.
AnónimoTomás Antunes11ºA

Sermão de Santo António (revisões do 11º)

Para rever a matéria, façam os vossos registos sobre a maneira como está construído o SERMÃO - estrutura externa (as partes e capítulos) e interna (a lógica interna e os assuntos)

(os peixes pequenos são o alimento dos peixes grandes)
 
No dia 13 de Junho de 1654, P.e António Vieira pregou em S. Luís do Maranhão, no Brasil, um dos seus mais notáveis sermões: o “Sermão de Santo António aos Peixes”.
"Homem de palavra lúcida, engenhosa, eloquente e sedutora, António Vieira, missionário e exímio pregador, ocupará grande parte dos dias da sua longa vida na defesa dos direitos humanos. Não poupa a Inquisição, pela cruel perseguição dos Cristãos-Novos; não poupa as forças estrangeiras que ameaçam usurpar os nossos territórios ultramarinos; não poupa os desumanos e egoístas colonos que, pela força das armas, procuram subjugar os pobres índios de S. Luís do Maranhão" (ver créditos)

ESTRUTURA DO SERMÃO 
1. EXÓRDIO Apresentação do tema e das ideias a defender, com base no versículo de S. Mateus “Vós sois o sal da terra”, que funciona como conceito predicável em que ancora todo o sermão

Capítulo I 
2. EXPOSIÇÃO-CONFIRMAÇÃO defesa da tese com argumentos/ exemplos (capítulos II, III, IV e V):

Capítulo II
Louvores dos peixes
Características gerais
–Ouvem e não falam
–Foram os primeiros a ser criados
–São os mais abundantes
–São obedientes e respeitadores
–Salvaram Jonas (mostrando-se menos “selvagens” que os humanos)

Virtudes naturais
-Desconfiam dos homens, por isso fogem deles

Capítulo III
-Louvores particulares
-Tobias (poder curativo)
-Rémora (força e poder)
-Torpedo (energia)
-Quatro-olhos (para olhar p/ o alto e p/ baixo)

Capítulo IV
Repreensão dos defeitos dos peixes
Defeitos gerais
-Voracidade
-Ignorância e cegueira
-Vaidade

Capítulo V
Defeitos específicos
- Roncador(arrogância)
-Pegador (oportunismo)
-Voador (ambição)
-Polvo (hipocrisia; traição)

3. PERORAÇÃO 

Capítulo VI
Conclusão
-Julgamento final dos peixes
-Apelo aos ouvintes e Despedida
-Louvores a Deus

Créditos da imagem e do pequeno excerto inicial: http://grijo.wordpress.com/2009/06/22/a-proposito-do-dia-de-santo-antonio/